Projeto Foco do Instituto GM forma mais de 10 mil alunos

Projeto Foco, do Instituto General Motors, forma mais de 10 mil alunos

Iniciativa é inédita no Brasil envolvendo uma empresa automobilística e o sindicato dos metalúrgicos.


SÃO CAETANO DO SUL– Criado em 2.000, em uma parceria inédita no Brasil, entre o Instituto General Motors - IGM, o braço social da General Motors do Brasil, e o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul (SP), o projeto Foco – Formação com Competência, teve a formatura, neste ano de 2013, de mais uma turma de 600 alunos. Com isso, foi superada a expressiva marca de mais de 10 mil alunos beneficiados pelo programa, considerando também os formandos de 2013 da cidade de Gravataí (RS), onde a GM também possui um complexo industrial e o programa igualmente é realizado.

"O projeto Foco, para a nossa satisfação, tem cumprido nestes últimos anos um importante papel de formador de mão-de-obra qualificada na sociedade especificamente nas cidades onde a GM mantém atividades industriais", destacou Pedro Luiz Dias, presidente do Instituto GM e diretor de Comunicação da GM, após a solenidade de formatura ocorrida na noite desta terça-feira (03/12/2013), no auditório da Associação Desportista Classista da GM em São Caetano do Sul.

Formação com Competência

A nova turma de formandos foi batizada de "Instituto GM 20 anos", em alusão às duas décadas de existência do IGM, completadas em novembro último.

Pedro Luiz Dias ressaltou que o papel realizado pelo projeto Foco nas cidades de São Caetano do Sul e Gravataí pode ser medido pelos expressivos números alcançados, ou sejam, 10.056 alunos formados, dos quais 4.561 foram de empregados e/ou filhos de empregados da GM. O número total de horas-aula já chegou a 70 mil.

Aparecido Inácio da Silva, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul, considerou que o projeto Foco "tem uma trajetória brilhante, resultado de um acordo inédito nas relações entre o trabalho e o capital". Também participaram do evento Sonia Campos, diretora do Complexo da GM em São Caetano do Sul e Conselheira Diretora Conselheira do IGM – que foi a paraninfa da turma -, Alexandre Guimarães, diretor de Engenharia, Marcos Paiva, diretor de Planejamento e Gerenciamento de Projetos, Artur Bernardo Neto, diretor de Recursos Humanos e Relações do Trabalho, Sidnei Alvares, vice-presidente do Instituto GM e Recursos Humanos e Relações do Trabalho, e o coordenador geral do projeto Foco, o advogado Venício Laira.

O projeto Foco oferece gratuitamente cursos profissionalizantes a adolescentes, de, no mínimo, 15 anos, que estejam estudando a partir da 8ª série do Ensino Fundamental, além de trabalhadores adultos e aposentados. A iniciativa implementada em 2000 alcançou tanto sucesso que, em 2006, foi implementada também em Gravataí, no Rio Grande do Sul.

De acordo com Maria das Graças Martins, gerente de Relações Públicas da GM do Brasil, o Foco tem como objetivo principal preparar jovens para o primeiro emprego e atualizar a mão-de-obra de profissionais que almejam destacar-se no mercado de trabalho e evoluir profissionalmente. "O Foco é extremamente importante para esse público se fixar em um emprego e para ampliar também o conhecimento de adultos e idosos", afirma.

A metodologia utilizada em sala de aula é a do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e os cursos oferecidos são Mecânica Veicular, Operador de Empilhadeira, Informática Básica e Sênior, AutoCad, Pintor Automotivo, Eletro-Eletrônica Veicular, Telemarketing, Torno CNC e Centro de Usinagem, além dos idiomas espanhol e inglês. - O projeto Foco é, sem dúvida alguma, uma grande chance para quem pretende aprimorar seus conhecimentos e entrar no mercado de trabalho", finaliza ela.