Complexo Industrial da General Motors do Brasil em São José dos Campos, no Vale do Paraíba (SP)

Complexo Industrial da GM em São José dos Campos completa 55 anos de atividades

Nos últimos 55 anos 5,5 milhões de unidades foram produzidas na unidade

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – O Complexo Industrial da General Motors do Brasil em São José dos Campos, no Vale do Paraíba (SP), está completando 55 anos de atividades. Nesta unidade - inaugurada em 10 de março de 1959, pelo então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira - saiu o primeiro motor Chevrolet fabricado no Brasil.


Dia da inauguração da fábrica, no dia 10 de março de 1959, com a presença do então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira

No Complexo de São José dos Campos, atualmente, é produzido a picape média S10, com motores 2.4 Flexporwer e 2.8 Turbodiesel; e o utilitário esportivo Trailblazer, com motores 3.6 V6 Gasolina e 2.8 Turbodiesel.

Nos últimos 55 anos foram mais de 5,5 milhões de unidades produzidas na unidade. Em São José, também está localizada a fábrica de CKD, única linha totalmente dedicada na indústria automobilística brasileira ao preparo, embalagem e despacho de veículos completamente desmontados para exportações.

 

A picape média S10 e o SUV Trailblazer são produzidos, atualmente, no Complexo Industrial em São José dos Campos

O complexo industrial

Nos seus 2,7 milhões de metros quadrados de área total e de 500 mil m2 de área construída, o Complexo Industrial de São José dos Campos é um dos maiores do pais. Atualmente, tem um efetivo de mais de 6.000 pessoas. O Complexo abriga sete fábricas: uma de comerciais leves (linha da pick up S10 e do SUV Trailblazer); duas fábricas de motores; uma de transmissões; uma estamparia; uma linha de injeção e pintura de peças plásticas; e uma linha voltada aos produtos de exportação (CKD – Completely Knocked Down).

O ritmo de produção da Powertrain é forte, com aproximadamente 138 transmissões e 142 motores, em média, por hora. No total são aproximadamente 4.500 unidades powertrain por dia ou 95.000 mil por mês (motores e transmissões). Por ano, a produção supera 975 mil unidades.


Sempre comprometida com a preservação do meio ambiente, o Complexo da GM conta com uma avançada estação de tratamento de efluentes e filtros de ar para evitar a poluição. "0 Complexo Industrial de São José dos Campos teve significativa importância para a região do Vale do Paraíba, tendo contribuído para seu crescimento econômico, registrando grandes marcas em sua trajetória``, destacou Marcos Munhoz, vice-presidente da GM do Brasil.

 

Estação de Tratamento de Efluentes no Complexo Industrial da GM em São José dos Campos

55 anos de história no Vale do Paraíba

A história da GM na região começou na década de 50 com a procura de um terreno junto à estrada de ferro Central do Brasil às margens da Rodovia Presidente Dutra e no eixo São Paulo—Rio de Janeiro, para a construção da fábrica que iria produzir motores para caminhões, uma demanda que já despontava no país naquela época.

Da compra do terreno, em 1953, à inauguração oficial da fábrica, em 1959, foram muitos os desafios. Nos anos de 1956 e 1957 a GMB teve seu primeiro projeto de nacionalização aprovado pelo governo através do GEIA — Grupo Executivo da Indústria Automobilística - formado para controlar a implementação da nossa indústria automobilística. A meta era a fabricação dos caminhões Chevrolet HD-6.503 (médios) e 3.104 (leves). Depois foi lançada a picape Chevrolet, que ficou conhecida como "Marta Rocha", por ter sua pintura nas cores azul e branco e a famosa composição "saia e blusa".

Foi atendendo a esse projeto de nacionalização que a GMB instalou-se em São José dos Campos, onde montou uma fundição de peças para a produção dos motores — um processo pioneiro naquela época. O primeiro motor produzido foi o modelo de 261 polegadas cúbicas (4,2 litros) e seis cilindros em linha. A capacidade da fábrica era de 25 mil motores por ano. Atualmente, a GM tem, além do Complexo de São José dos Campos, os Complexos de São Caetano do Sul (SP) e de Gravataí (RS), unidades onde produz veículos. Conta ainda com unidades em Joinville (produção de motores e cabeçotes de alumínio), Mogi das Cruzes (produção de componentes estampados), Sorocaba (Centro Logístico Chevrolet) e Indaiatuba (Campo de Provas), todas em SP, além de um Centro Tecnológico, em São Caetano do Sul (SP), com capacidade para desenvolvimento completo de novos veículos.

Cronologia de sucesso do Complexo Industrial de São José dos Campos da General Motors do Brasil:

1925

A GM foi fundada em 26 de janeiro de 1925 e começou a operar em galpões alugados no bairro do Ipiranga, em São Paulo, de onde saiu, em setembro, o primeiro Chevrolet montado no país, um furgão de entregas urbanas. Em 12 de agosto de 1930, é inaugurada oficialmente a fábrica de São Caetano do Sul.

1956

Em 12 de dezembro, o Grupo Executivo da Indústria Automobilística (GEIA) aprova o plano de nacionalização para a fabricação de caminhões Chevrolet e, em 21 de dezembro daquele ano, é iniciada a fabricação da Fundição e da fábrica de Motores, em São José dos Campos.

1957

Em 28 de junho, o GEIA aprova o plano de fabricação de caminhões leves Chevrolet e sai o primeiro caminhão Chevrolet nacional.

1958

Lançada em julho a primeira picape Chevrolet 3.100, que mais tarde passou a se chamar C14 ou C15. Em 4 de dezembro daquele ano, a fábrica de São José dos Campos — ainda em construção — entrega o primeiro motor Chevrolet fundido, forjado e usinado na Região do Vale do Paraíba

1959

Em 10 de março, é inaugurada a segunda fábrica da General Motors do Brasil, em São José dos Campos. Na época, produzia somente motores e peças para os caminhões Chevrolet Brasil, picapes e camionetes Chevrolet Amazonas.

1969

Em 2 de dezembro, em São José dos Campos, é fabricado o 200.000 motor Chevrolet.

1970

A GMB inaugura uma nova linha de montagem em São José dos Campos, para o lançamento do seu primeiro carro pequeno, o Chevette, um "best seller" do mercado brasileiro, lançado em 24 de abril de 1973 e que alcançaria a expressiva marca de 1.600.000 veículos produzidos.

1976

Em 3 de dezembro, é inaugurada a fábrica de motores Detroit Diesel Allison do Brasil, em São José dos Campos.

1979

Em novembro, a GMB começa a se preparar para lançar os motores Família II, em São José dos Campos.

1981

Em 6 de agosto, é inaugurada a Fundição de Alumínio em São José dos Campos.

1984

Em março, a fábrica de São José dos Campos comemora seus 25 anos.

1987

Em março, 1 milhão de Chevettes produzidos em São José dos Campos e, em outubro, a linha de montagem da fábrica de São José dos Campos produziu o motor Família II número 1.500.000.

1993

Em 13 de janeiro, as Fábricas de Motores de São José dos Campos atingem a marca de 6.000.000 de motores fabricados (Opala, Chevette, Comerciais e Família II).

Em 1º de junho, a fábrica de São José dos Campos atinge a marca de 30.000 Kadett Ipanema produzidas.

O Chevette sai de linha em 12 de novembro, dia em que a GMB comemora a produção de 1.600.000 unidades do modelo, desde 1973.

1994

Em fevereiro, a GMB lança o Corsa Wind 1.0 no Complexo Industrial de São José dos Campos que completa 35 anos de atividade no dia 10 de março.

Em novembro, a linha de montagem do Kadett e da Ipanema é transferida de São José dos Campos para São Caetano do Sul, para possibilitar um aumento da produção do Corsa na unidade do Vale do Paraíba.

1995

Em 26 de janeiro, a GMB inicia as comemorações de 70 anos de atividade no Brasil.

A General Motors do Brasil obtém, em fevereiro, o certificado de qualidade da norma ISO 9002 para as fábricas de veículos de passageiros de São Caetano do Sul e de São José dos Campos. A GMB é a primeira indústria automobilística da América Latina a conquistar a certificação para duas fábricas completas.

Em 31 de março, o Complexo Industrial de São José dos Campos alcança a marca de 100.000 Corsas produzidos.

1996

Em 3 de julho a Câmara Municipal de São José dos Campos institui este dia como o "Dia do Chevrolet", a ser comemorado a cada primeiro domingo deste mês.

1999

A fábrica de São José dos Campos completa 40 anos em 10 de março.

Em 12 de maio, a GMB anuncia que irá dobrar a produção do motor do Corsa, passando a 600.000 unidades anuais.

2001

A General Motors do Brasil alcançou a marca histórica de 1 milhão de unidades exportadas desde 1974 e inicia a produção em São José dos Campos do monovolume Zafira, que absorveu investimentos de US$ 154 milhões em novos processos e equipamentos.

2002

Também em São José dos Campos começa a produção do Corsa Nova Geração e do monovolume Meriva.

2003

Iniciada a produção da nova picape Montana 1.8 "Flexpower" 2004, o primeiro veículo vendido exclusivamente com motorização multicombustível do mercado.

2004

A fábrica de São José dos Campos completa 45 anos em 10 de março.

2007

Em abril, a fábrica de São José dos Campos alcançou um recorde histórico, com a produção de 16.780.874 unidades 'powertrain', que incluem motores e transmissões, todos produzidos na unidade de São José dos Campos.

2008

Em fevereiro, a GM Powertrain completou 50 anos.

Linha S10/Blazer completa 500 mil unidades produzidas

2009

A Chevrolet fecha o ano de 2009 com um novo recorde histórico anual, com 595.536 veículos.

2010

Em 26 de janeiro a GM completou 85 anos de atividades no país.

Em abril a GM lançou o Classic 2011, que ganhou um novo visual.

Em agosto é lançada a versão Rodeio da S10

2011

Em 26 de janeiro a GM completou 86 anos de atividades no país.

Começou em agosto a VoltXpedition Energias Renováveis, com seis etapas em São Caetano do Sul e São José dos Campos (SP), Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco. A expedição mostraria para jornalistas, blogueiros, comunidade acadêmica e o universo das redes sociais, as tecnologias alternativas da mobilidade que estão sendo desenvolvidas pela General Motors em seu compromisso com a sustentabilidade. Além de projetos inovadores na área de energias renováveis em algumas das principais universidades e centros de excelência do Brasil.

2012

Em 26 de janeiro a empresa completou 87 anos de atuação no Brasil.

Em 15 de fevereiro é lançada a nova picape S10, nova e global e projetada e engenheirada pelo Centro de Desenvolvimento da GM localizado em São Caetano do Sul.

Em 14 de novembro é lançado o Trailblazer, utilitário esportivo que oferece sete lugares e assentos dobráveis, para aumentar a capacidade do porta-malas, em versão única, a LTZ, com duas opções de motor, incluindo o inédito V6 de 3.6 litros e 239 cavalos a gasolina e o 2.8 CTDI a diesel. Produzido em SJC.

2013

Em 18 de julho foi alcançada a marca de 100.000 unidades da Nova S10.

Tivemos duas certificações de qualidade BIQ III (Buit in Quality) em fevereiro na Estamparia e em setembro na Planta da S10, sendo a primeira Planta Montadora na GMB a obter essa certificação.

Em agosto iniciou-se a produção de uma nova geração de transmissões com engates mais precisos e marcha ré sincronizada.

Em 18 de dezembro finalizou-se a produção do Classic.

Em 3 de dezembro a Powertrain alcançou a marca de 25 milhões de motores e transmissões.

Alcançamos a marca de 200 mil unidades exportadas da Montana em CKD para a África do Sul.